Cirurgia da Catarata

EspecialidadesCirurgia da Catarata

A catarata é uma opacificação do cristalino do olho, que causa diminuição da capacidade visual, podendo afetar um ou ambos os olhos e comprometer toda a visão.

Existem diferentes tipos de catarata, sendo a senil mais frequente e relacionada ao envelhecimento. Outros tipos de cataratas como a congênita, a medicamentosa, a traumática, entre outras, embora menos frequentes também possuem uma importante incidência.

A cirurgia de Catarata é um dos procedimentos mais seguros e eficazes da atualidade. A cirurgia consiste na retirada do cristalino, seguido de  implante de uma lente intra-ocular (LIO).

As lentes intra-oculares (LIO) são cristalinos artificiais, implantados no olho durante a cirurgia de catarata para substituir o cristalino opacificado. São diferentes das lentes de contato, que são colocadas sobre a superfície da córnea para correção de miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. 

A qualidade de visão com a lente intra-ocular, frequentemente, é muito superior àquela com óculos ou lentes de contato. A lente intra-ocular pode ser peça única e rígida, peça única e dobrável ou ainda formada por três peças.  Exitem lentes intra-oculares monofocais, tóricas, bifocais, bifocais tóricas, trifocais e trifocais tóricas.

As lentes intra-oculares dobravéis são consideradas melhores e são implantadas após remoção do cristalino opaco. Normalmente não necessitam de suturas, e o tamanho da incisão é de 1.8 a 2.2 mm. Uma incisão menor na facoemulsificação proporciona: cicatrização mais rápida, recuperação visual mais acelerada, menos trauma ao olho, melhor visão, retorno mais rápido às atividades normais e maior controle do astigmatismo induzido pela cirurgia.

Um grande avanço da tecnologia são as lentes de coloração amarela com propriedades filtrantes, que protegem contra os raios ultravioletas invisíveis e os raios azuis visíveis. O pigmento amarelo lembra a proteção natural fornecida pelo cristalino humano amadurecido e não altera as cores naturais dos objetos, nem a qualidade da visão e, ainda, ajuda a prevenir outros tipos de doenças oculares como a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

De acordo com os exames realizados, a escolha da lente é feita de forma personalizada com a necessidade e preferência do paciente, definindo a melhor lente intra-ocular para cada olho. Esta escolha deve ser feita de maneira individualizada, pois uma mesma lente pode não trazer o mesmo benefício para dois pacientes diferentes.


 

Galeria deFotos